Precificação: quais fatores influenciam e como a contabilidade pode ajudar?

Um grande desafio para empreendedores é precificar o que vende. Como funciona a precificação? Existe um preço ideal para seus produtos ou serviços?

Bom, antes de mais nada, é preciso entender que não existe um preço ideal. Isso é relativo, depende bastante do seu negócio, do seu público-alvo, do que está vendendo e de diversas outras variáveis. Na prática, é algo que você deverá definir de forma justa, considerando as suas necessidades e também as dos seus clientes, sem deixar de considerar os preços praticados pela concorrência.

Mas, existem fatores que podem ajudar bastante!

São eles:

  • Os custos variáveis
  • Os custos fixos
  • O regime tributário
  • A margem de lucro

Entendendo os fatores que compõem a precificação

Custos Variáveis

Comecemos falando dos custos variáveis, pois são mais fáceis de serem compreendidos e identificados.

Esses custos estão, no geral, diretamente conectados com a fabricação ou compra de um produto. Eles são variáveis porque dependem da quantidade de produtos produzidos ou comprados.

Custos Fixos

Os custos fixos são diferentes. Eles não estão relacionados aos preços da mercadoria ou quantidades compradas. Mesmo que algo não seja vendido, eles permanecem os mesmos. Podemos citar contas de energia elétrica, de água, salários e demais obrigações.

Regime tributário

O Regime Tributário influencia bastante no preço. O recolhimento dos impostos pode variar de empresa para empresa, mesmo que sejam do mesmo segmento. Tudo depende do contrato social, da atividade-fim considerada como principal e de algumas outras variáveis.

O regime tributário que é bom para uma empresa, pode não ser bom para outra. É importante se ater aos detalhes e não simplesmente tentar “copiar” o sistema tributário do concorrente.

Margem de lucro

A margem de lucro é o que você ganhará por vender um produto ou serviço. Digamos que seu produto tenha custado R$5 para adquirir, e que sua carga tributária adiciona mais R$7 sobre o produto. Logo, seu custo para vender esse mesmo produto é de R$12. Caso você queira ter uma taxa de lucro de 30%, então o produto deverá custar R$15,60, onde você lucrará apenas R$3,60 por produto vendido.

A partir desses cálculos, é possível determinar o quanto sua empresa precisará faturar mensalmente para não ficar no vermelho. A contabilidade é determinante para isso, pois é através dela que você poderá desenvolver medidas para reduzir seus custos e chegar a uma margem de lucro melhor. Talvez, seu regime tributário não seja o mais adequado, ou então seus processos estão causando um aumento desnecessário no custo final do produto.

Tudo isso precisa ser averiguado, a fim de diagnosticar onde está o problema e trabalhar numa solução o quanto antes.

É dessa forma que seus concorrentes conseguem preços melhores que os seus, mesmo que os processos sejam relativamente iguais. Cada detalhe faz toda a diferença, e contar com um parceiro contábil de confiança é, sem dúvida alguma, o melhor caminho.

Você gostou? Toda semana publicamos artigos e informativos exclusivo para empreendedores como você. O Canal Empreendedor é o portal de comunicação e notícias da Confirma Contábil. Uma contabilidade moderna e digital, localizada na cidade de São Paulo, próximo da estação Vergueiro do metrô.

Quer abrir uma empresa ou acelerar os resultados da sua atual, com mais economia, segurança e agilidade? Fale com nosso time! Fale pelo Whatsapp ou Clique aqui.

Deixe sua avaliação!

Média de avaliação 0 / 5. Total: 0

Seja o primeiro a avaliar!

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos como podemos melhorar este post?

Compartilhe!

Icone Newsletter - Confirma Canal Empreendedor

Quer ficar mais informado?

Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos por e-mail

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *