Os 5 principais erros na estratégia de editora online – evite-os a todo custo!

Preparamos o post de hoje com alguns dos principais erros em uma estratégia de editora online – assim, a sua gestão pode ser ainda melhor e, além disso, você ainda poderá identificar e evitar esses desafios no seu negócio!

Coordenar um empreendimento online exige um conhecimento amplo da plataforma e dos canais digitais utilizados. Estruturar uma estratégia de editora online, no caso, pode trazer novos obstáculos a serem superados. Entretanto, como em todo desafio empresarial, certamente, a editora poderá cometer erros caso não haja uma gestão eficiente para atender aos canais digitais.

Manter o espaço em um novo mercado online pode ser difícil, especialmente para editoras.

      1-Não reavaliar planejamento e análise de vendas

O planejamento de uma editora com canais de distribuição offline, embora valioso, não pode ser simplesmente replicado em um cenário online. O diagnóstico de vendas que surge a partir de uma estratégia de editora online oferece uma perspectiva mais ampla.

No mercado de livros online, a necessidade do mapeamento e da análise da concorrência é ainda maior. É papel da editora reavaliar sua análise de vendas com base nesses aspectos e ampliar o escopo de seu projeto antes de iniciar uma estratégia online. Inclusive, o reajuste desses objetivos torna-se mais dinâmico, considerando o cenário de um mercado com oferta praticamente infinita.

      2. Não garantir uma boa experiência e usabilidade ao cliente e um dos erros na estratégia de editora online

O site, a loja virtual e os demais canais de uma editora devem instigar o interesse de seu público. A quantidade de opções na internet, como vimos, é praticamente infinita. Por isso, é necessário garantir que seu cliente tenha a melhor experiência possível.

Uma editora online, sendo representante oficial de suas marcas e publicações, tem o dever de garantir uma boa usabilidade ao usuário de seu site. Isso exige um trabalho especializado, que garanta que a experiência do visitante seja positiva.

De acordo com Tony Haile, uma empresa tem somente 15 segundos para captar a atenção de seus clientes, e 55% dos visitantes devem ficar menos do que isso em seu site se ele não for atrativo e não tiver boa usabilidade. Ainda, quase 90% das pessoas que, ao visitarem um site pela primeira vez tiverem uma experiência negativa, não voltarão a ele.

      3. Estar alheia aos modelos de distribuição online

Empresas líderes no varejo de livros sabem que o mercado online e seu impacto nas vendas é inevitável. Você sabia que o e-commerce já representa 30% das vendas da Livraria Cultura?

Tendo isso em mente, ao traçar uma estratégia de editora online, é preciso considerar os principais pontos de distribuição e revenda. Além disso, novos modelos e formatos de distribuição, como e-books e audiobooks, exigem uma nova estrutura que esteja preparada para atender a essas demandas de mercado.

      4. Não trabalhar o relacionamento direto com seus consumidores

Em um mercado no qual o contato direto com o consumidor se dá por meio de gigantes do mercado virtual, como Amazon e Google Books, a tarefa de criar uma estratégia de editora online que explore a fidelização desse consumidor é desafiadora.

Saber trabalhar o relacionamento durante a jornada de venda do consumidor é um grande diferencial. Estratégias de marketing digital, como e-mail marketing ou a disponibilização de conteúdo único para seu público em um blog, são importantes pontos e que precisam ser considerados.

       5. Não investir nos processos internos que uma editora online exige

Os funcionários, assim como seus gestores, têm na estratégia de editora online uma nova demanda empresarial. Mesmo que a estratégia online da editora seja puramente institucional, será necessário repensar processos internos para que o retorno desse investimento possa contribuir para os objetivos da empresa.

É fundamental, para que haja um bom desempenho, saber oferecer o necessário para que a empresa tenha autonomia em seus processos internos ligados a seus canais e plataformas digitais.

Movimentações financeiras, por exemplo, exigem um controle extra quando se trata de investimentos ou plataformas de e-commerce. Os resultados financeiros da empresa devem não apenas justificar o investimento, mas superar expectativas e ter no online um novo ponto estratégico.

Você tem alguma dúvida sobre como criar e implementar uma estratégia de editora online? Deixe sua mensagem nos comentários ou entre em contato com a Confirma Contábil e tire todas as suas dúvidas!

Muito sucesso, um forte abraço e até a próxima!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn